Oferta dos portes de envio em compras iguais ou superiores a 25€!*

As 3 razões para educarmos para a reciclagem

1.       Aquela coisa do pepino que se torce de pequenino

Vamos ser claros. Há um aspecto negro que preocupa a maioria dos pais e pediatras: 100% da personalidade dos adultos é atingida até aos 12 anos. Demasiado rapidamente. Em suma, é até essa idade que os adultos aprendem a amar ou a odiar, a proteger ou a sacrificar, a ajudar ou a criticar. A preservar. A reutilizar. Vamos ainda ser mais claros: o mundo move-se a uma velocidade muito maior agora (as decisões, as comunicações, as exigências…). O ritmo diário é acompanhado por um batuque rápido de bateria que varre a pauta da vida. Sem viola baixo, mas com ritmo alto. Temos muito pouco tempo para intervir nestas futuras gerações. São apenas 12 anos, a maioria dos quais com uma chupeta atrás. Não são muitos batuques de distância entre o nascimento e os 12 anos. E é aqui nesta idade e nesta partitura. Assim como é necessário dar a melhor forma aos pepinos quando jovens, também é necessário moldar os pequeninos o mais cedo possível na escola e em casa.

 

2.       Reutilizar, Reciclar e Reduzir.

Os 3R’s não são obviamente a primeira escolha do homem. Devido a uma provável moleza dos cientistas aeroespaciais, que não geraram conhecimento a tempo de sairmos deste planeta antes de termos que comer a própria sujidade que fazemos, tivemos que aplicar este plano B: A política dos 3R’s. E não nos facilita a vida considerar que é uma moda. É que a alternativa é pior. Obedecer a este eixo prioritário é reabilitar todo um ecossistema, é passar a olhar para cada resíduo como matéria prima, é ativar reencarnações em cada recurso, é perceber que os recursos naturais do planeta não se multiplicam e o que fizemos até agora no que concerne à gestão de recursos foi pouco melhor do que uma borrada olímpica. Deus, se existir, estará a ralhar connosco com tez tétrica, de dedo apontado para as lixeiras, com um mais do que percetível “só vais voltar a brincar se apanhares isso tudo”. E se Deus quer e o Homem sonha, a obrada que fizemos pode ser resolvida. Quanto mais ampla for a educação para as crianças e jovens, mais rapidamente os 3R’s serão uma prioridade do homem, dando tempo para que os cientistas “cientistem” uma forma de sairmos daqui.

 

3.       O processo de reciclagem é ainda um embrião

Há verdadeiramente muito a fazer no âmbito da reciclagem. As oportunidades são imensas. No limite, apenas 40% dos desperdícios podem ser reciclados atualmente. E é necessário educar uma nova geração, que reúna um olhar atento e inspirado para aprofundar uma dinâmica de reciclagem. Não se pretende apenas que se recicle mais. Queremos que no futuro se recicle melhor, com recolhas mais eficientes, opções de reciclagem mais eficientes e mais ampliadas. É fundamental sensibilizar os futuros adultos para esta forma de pensar. Que reciclem e que optem por comprar produtos reciclados. Que enquanto os bioplásticos não estão difundidos, que optem por vidro em vez de plástico. E que a sua juventude agarre o estado embrionário desta reciclagem e se transformem juntos em adultos com relação umbilical. A EcoXperience iniciou uma nova etapa na reciclagem, através de processos de reciclagem patenteados e completamente seguros.