Oferta dos portes de envio em compras iguais ou superiores a 25€!*

Detergentes convencionais ou detergentes ecológicos?

Os detergentes normais de limpeza que usamos, seja para lavar a casa, a roupa ou a loiça, não são tão inofensivos como poderíamos pensar. A maioria contém ingredientes que podem prejudicar o ambiente e a saúde.

Os produtos de limpeza são formulados a partir de uma grande gama de ingredientes, e quase sempre contêm surfactantes (detergentes) que ajudam a remover a sujidade e a gordura e permitem que estas se dispersem na água. Os surfactantes naturais podem derivar de substâncias vegetais, mas muitas das grandes marcas continuam a usar derivados de petróleo.

Os surfactantes que têm como origem o petróleo são derivados de um recurso não renovável e a sua degradação é muitas vezes mais lenta e menos completa do que a dos produtos de origem vegetal. Durante o processo de degradação, estes surfactantes podem formar compostos que são ainda mais perigosos do que os próprios químicos originais.

A afirmação geral de “biodegradável” nos rótulos de muitos produtos pode ser enganadora, porque todos estes produtos são biodegradáveis, a questão é quão rapidamente os componentes se degradam. Há uma grande diferença entre produtos que se degradam por completo em horas ou dias, e os parcialmente degradados em meses ou anos.

Sendo os detergentes ecológicos EcoX produzidos essencialmente a partir de matérias-primas de origem vegetal, estes são altamente naturais e biodegradáveis (no caso dos detergentes EcoX, a degradação de 60% ocorre em menos de 24h devido à ausência de cadeias carbonatadas complexas; os restantes 40% decompõem-se em poucos dias após a utilização).

Outra problemática dos detergentes convencionais é que ao longo do tempo foram introduzidos nas suas formulações fosfatos com o propósito de melhorar o desempenho destes produtos em águas duras. A sua utilização prolongada levou a que estes tivessem uma ação negativa no ambiente.

Nos meios aquáticos (principalmente quando não há muita corrente) os fosfatos atuam como nutrientes que ajudam ao crescimento excessivo de algas e outra vegetação aquática que fica à superfície. Toda essa vegetação à superfície bloqueia a passagem de luz solar, o que leva à morte tanto das plantas no fundo dos lagos como dos seres vivos que necessitam de se alimentar destas mesmas plantas.

Por outro lado, os detergentes ecológicos não têm fosfatos nas suas formulações o que faz com que não sejam tóxicos para os organismos aquáticos.

Para além disto, temos ainda um efeito secundário lamentável da procura, por parte das grandes empresas, de diferentes produtos para fazerem essencialmente o mesmo (limpar superfícies) que é o aumento de testes em animais. A EcoX tendo consciência e responsabilidade ecológicas garante que os seus detergentes ecológicos não contêm ingredientes de origem animal e que nenhuma das suas fórmulas foi testada em animais.

Os detergentes ecológicos têm alguns benefícios ambientais, ajudando a reduzir os resíduos químicos e gerando menos impacto no meio ambiente. Isto vai ajudar a melhorar a qualidade de vida e prevenir possíveis doenças ambientais desencadeadas pela exposição excessiva a agentes químicos e tóxicos.

Até quando vamos continuar a usar detergentes convencionais quando temos tantas alternativas mais amigas do ambiente?